Brasil tem manhã prateada nos Jogos Paralímpicos do Rio

País teve duas láureas no atletismo, com Fábio Bordignon e Rodrigo Parreira, e uma no tênis de mesa, com Israel Stroh


Por: Lance!Net Em 12 de setembro, 2016 - 14h45 - Paralimpíadas

Foto: CPB

A manhã brasileira no quinto dia dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro foi marcada pelo brilho prateado de três medalhas recebidas. As conquistas, inclusive, mantêm o Brasil dentro de sua meta no evento, que é ficar entre os cinco melhores no Rio.

No atletismo o dia começou com Fábio Bordignon conquistando a prata nos 200m rasos na classe T35. A distância entre os três primeiros em comparação com o restante do pelotão, aliás, chamou a atenção. O título foi para o ucraniano Ihor Tsvietov (25s11), seguido pelo brasileiro (26s01) e o argentino Hernan Barreto (26s50). Todos os outros corredores terminaram na casa dos 27s (quarto a sétimo) ou 29s (oitavo).

Na sequência, foi a vez de Rodrigo Parreira terminar no segundo lugar do pódio no salto em distância (classe T36). Em uma disputa emocionante, o brasileiro teve a mesma marca do australiano Brayden Davidson (5,62m), mas perdeu no desempate (segunda melhor marca), um 5,57m contra 5,55m. O bronze foi para o ucraniano Roman Pavlyk (5,61m).

Por fim, a terceira prata do país veio no tênis de mesa, com Israel Stroh. O brasileiro foi derrotado na decisão pelo britânico William Bayley (classe 7) por 3 sets a 1 (9-11, 11-5, 9-11 e 4-11).

Nesse momento, o Brasil está em quinto no quadro de medalhas, com 27 láureas (seis de ouro, 14 de prata e sete de bronze).

Mais finais para os brasileiros na natação e no atletismo

A manhã também "serviu" para dar ao Brasil mais chances de medalhas nos Jogos Paralímpicos. Na natação e atletismo, os atletas do país somaram dez classificações às finais e três para semifinais.

No esporte aquático, Thomaz Matera (400m livre/S13), André Brasil (100m borboleta/S10), Ruiter Silva (100m livre/S9), Talisson Glock (200m medley/SM6), Verônica Almeida (50m borboleta/S7), Daniel Dias e Clodoaldo Silva (50m livre/S5), e Maria Joana Silva (50m livre/S5) avançaram às decisões.

Já no atletismo, Tascitha Oliveira (200m rasos/T36) e Edson Pinheiro (100m rasos/T38) foram para finais, enquanto Terezinha Guilhermina, Jhulia Santos e Jerusa Geber chegaram às semis nos 200m rasos (T11).