Mais Acessadas

Cohab dialoga com movimento que ocupou residencial no Guamá

O movimento Sem Teto liderou ontem, 19, a ocupação do Conjunto Liberdade.


Por: Redação ORM News com informações da assessoria Em 20 de março, 2017 - 13h05 - Pará

A direção da Companhia de Habitação do Pará (Cohab) esteve reunida na manhã desta segunda-feira, 20,  com uma comissão do Movimento Sem Teto Guerreiros de Deus, que liderou ontem, 19, a ocupação do Conjunto Liberdade, no bairro do Guamá.

Aproximadamente 500 famílias participaram da ocupação, mas o Batalhão de Choque da Polícia Militar foi acionado e conduziu o processo de negociação com as famílias, que acabaram desocupando a área.

O empreendimento habitacional está em obras, sob a responsabilidade da Companhia de Habitação, aguardando somente a conclusão de serviços que viabilizem o abastecimento de água da área, para que as as primeiras unidades sejam entregues, já no mês de abril. A previsão da Cohab é que até o segundo semestre o empreendimento habitacional esteja pronto para ser repassado ao novos moradores.

Lene Farinha, presidente da Cohab, destacou que no ano passado nenhuma entidade comunitária do Pará se credenciou ao Programa Minha Casa Minha Vida. Ela disponibilizou uma equipe técnica para auxiliar o Movimento dos Sem Teto a elaborar um projeto, a fim de que se credenciem junto ao Ministério das Cidades.

A ajuda foi aceita pela comissão, que deverá levar o resultado da reunião para as demais famílias que compõem o movimento. Segundo eles, a depredação ao canteiro de obras, escritório e unidades habitacionais no Conjunto Liberdade foi de responsabilidade de vândalos que se infiltraram no movimento.

Com a saída dos invasores do Conjunto Liberdade, a construtora entrou no local com sua equipe de vigilância e detectou vários danos, depredações e roubos às instalações do canteiro, ao escritório da administração, ao almoxarifado, ao refeitório e também às unidades habitacionais, onde portas, vasos, esquadrias, instalações elétricas e hidrossanitárias foram danificados.