Fifa deve anunciar decisão sobre Copa de 2022 nesta quinta

Qatar pode acabar perdendo o Mundial. Apenas sumário do relatório sobre possível compra de votos deverá ser publicado


Por: Lance!Net Em 12 de novembro, 2014 - 18h01 - Copa do Mundo

Foto: Sebastien Bozon

Além de toda a controvérsia em relação à data da Copa do Mundo de 2022, que pode ser alterada por causa das altas temperaturas no Qatar, o torneio no país árabe sofre grande investigação, e o resultado será conhecido nesta quinta-feira, segundo reportagens do 'Estado de S. Paulo', do 'Telegraph' e do 'AS'. Há fortes suspeitas de casos de corrupção para a escolha do país, além de compra de votos. De acordo com o jornal paulista, a decisão sobre o futuro do torneio já será divulgada no mesmo dia, pela manhã.

A decisão é de Hans Joachim-Eckert, juiz alemão que chefia a câmara decisória do Comitê de Ética, que vai utilizar as informações do relatório de 430 páginas feito por Michael Garcia. Apenas o sumário deste conteúdo deve ser divulgado, e não ele todo.

Por trás das investigações, há diversos interesses que vêm de diferentes países. De acordo com o 'Estado', o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, está em contato com importantes políticos dos Estados Unidos, que poderia herdar a Copa de 2022, para tirar o Mundial do Qatar. Enquanto isso, Silvio Berlusconi, ex-premiê da Itália e ainda poderoso no país, está ao lado do Qatar, já que tem negócios por lá.

Entre os nomes que podem ser punidos pela Fifa está Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, e que votou para que a Copa de 2022 fosse no Qatar. O Mundial de 2018, na Rússia, também foi investigado, mas não é tão ligado à corrupção como a seguinte.