Mais Acessadas

HOL tem sua maior captação de córneas

EM 2016: Foram 121 tecidos captados no Estado, o maior número em 39 anos do serviço


Em 20 de março, 2017 - 06h00 - Atualidades

Pará faz transplante de córnea há 9 anos, mas doações ainda precisam aumentar

Um trauma ocular ocasionado pelo mau uso de lente de contato, comprada sem orientação médica, levou o eletricista Lívio Reis, 28, a entrar na fila de espera por um transplante de córnea. Ele conta que usar lentes de contato para fins estéticos era uma verdadeira febre entre os mais jovens no ano de 2008. Não pensou duas vezes, adquiriu as lentes num camelô.

A irmã mais nova de Lívio também queria seguir a tendência e tentou usar os dispositivos sem o conhecimento do eletricista e acabou rasgando-os sem avisar o irmão. Quando ele colocou as lentes nos olhos, sentiu um ardor no olho direito, mas pensou ser normal, e assim como na hora da compra, não procurou um especialista.

Para ler a matéria completa, assine O Liberal Digital!