Paulo Emílio abre a exposição “Reduto do Carnaval”

Mostra de esculturas com papel traz de volta velhos personagens carnavalescos de Belém


Por: Redação ORM News com informações da assessoria Em 02 de julho, 2017 - 15h41 - Exposições

Neste sábado (04), o artista plástico Paulo Emílio Campos, um dos mestres da técnica da papietagem em Belém, traz mais uma mostra do seu talento na exposição “Reduto do Carnaval” ou  “Os bons tempos da goma e do jornal”, como ele mesmo ressalta. “Procurei retratar através da papietagem, algumas figuras que habitavam os antigos e animados carnavais de rua de Belém”, explica o artista. A papietagem é uma técnica artesanal em que se utiliza papel recortado e cola para dar forma a uma escultura ou objeto.

Foto: Divulgação

Nas décadas de 1970, ele enumera, "tínhamos o Mário Cuia, o primeiro e único Rei Momo. Muitos mascarados, bofós e marmanjos vestidos de bebês. Havia gorilas assustando a garotada e o famoso Dr. Passa-o-Pau e suas belas assistentes”, continua Paulo Emílio Campos. “É uma pena que tudo isso esteja se dissipando no tempo. É difícil até encontrar material fotográfico da época. Então, através desta exposição, espero matar um pouco a saudade dos reumáticos foliões acima dos 50”, conclui.

Ao todo, a exposição contará com oito peças de figuras marcantes que desfilavam naquela época pelos carnavais da Praça da República, da Campina, e das ruas da Cidade Velha e do Reduto. 

Carnafauno - Paulo Emílio Campos, que também é autor de cenários e obras para salões internacionais do humor, feiras e locais tradicionais da noite paraense, abriu a programação carnavalesca da Casa do Fauno com uma oficina de máscaras nos dias 30 e 31 de janeiro e no dia 1º de fevereiro.

Durante o mês em que sua exposição estará aberta à visitação do público, ainda haverá o Carnafauno, bloco que terá lançamento oficial no dia 12 de fevereiro, quando o espaço abrirá, às 15h, excepcionalmente em um domingo. Neste dia (12), o bloco vai receber a alegria e o colorido da Vaca Velha, um dos bois de máscara de São Caetano de Odivelas, com direito a orquestra, pierrots e cabeçudos, saindo pelas ruas do bairro, com uma parada na área externa da Metalúrgica “A Redentora”, resgatando um carnaval cultural para o bairro do Reduto, em Belém.

No dia 18 de fevereiro, a programação do Carnafauno vai encerrar com um baile de máscaras, tudo ambientado com a papietagem de Paulo Emílio, um convite para cair na folia e brincar como nos velhos tempos.

Serviço

Exposição “Reduto do Carnaval”, de Paulo Emílio Campos

Abertura: 04 de fevereiro, às 19h

Local: Casa do Fauno (Rua Aristides Lobo, 1061, entre Benjamin e Rui Barbosa – Reduto/Belém)

Entrada franca

Outras informações 98705-0609 (reservas) ou 98134-7719 e 3088-5858 (programação cultural).