Mais Acessadas

Raikkonen e Ferrari fecham os testes da F1 na liderança

Dupla chegou a causar bandeira vermelha durante a tarde


Por: Lance!Net Em 10 de março, 2017 - 15h43 - Velocidade

Foto: AFP/ Lluis Gene

Kimi Raikkonen e a Ferrai terminaram os testes de pré-temporada da Fórmula 1 como os mais rápidos, apesar de terem causado uma bandeira vermelha durante a tarde.

Seguindo o que aconteceu nos três primeiros dias do segundo teste os tempos de manhã não foram superados a tarde, já que a maioria das equipes voltou seu foco para simulação de corridas longas.

Isso significava que o tempo feito pela manhã por Raikkonen, 1:18.634s com pneus super macios, seria o melhor do dia, bem como o melhor de toda fase de testes.

No entanto não foi muito bom para a Ferrari, quando Raikkonen causou a primeira bandeira vermelha da tarde, a quinta do dia, quando pegou o caminho errado em uma seção desativada da pista, na última chicane.

O finlandês voltou a pista durante os últimos 15 minutos e completou 111 voltas no total.

Max Verstappen ficou em segundo com a Red Bull, 0.804s atrás de Raikkonen com o mesmo pneus, seguido por Carlos Sainz Jr que colocou a Toro Rosso na terceira posição no final do treino da manhã usando pneus ultra macios.

O espanhol foi o responsável pela sexta e última bandeira vermelha do dia quando sua STR12 sofreu uma parada perto da linha de chegada, na última hora do teste.

Valtteri Bottas ficou em quarto, com apenas 0.005s de vantagem sobre seu companheiro de equipe Lewis Hamilton, que assumiu o W08 a tarde e marcou o tempo de 1:19.850s com pneus ultra macios.

Os tempos da manhã foram suficientes para deixar Niko Hulkenberg da Renault, e Sergio Perez da Forde India em sexto e sétimo respectivamente, enquanto Jolyon Palmer, companheiro de Hulkenberg, ficou em oitavo utilizando os pneus ultra macios na sessão da tarde.

Lance Stroll terminou em nono com a Williams em seu dia de teste final antes de sua estréia no Grande Prêmio de Melbourne, com um total acumulado de 132 voltas.

Romain Grosjean completou o top 10 para a Haas, com uma tarde mais tranquila depois de causar duas bandeiras vermelhas pela manhã, logo a frente da McLaren de Fernando Alonso.

Depois de uma manhã interrompida por vários problemas elétricos, Alonso melhorou seu tempo da manhã marcando 1:21.389s com pneus ultra macios, embora tenha sido atrapalhado por Stroll nessa volta em particular.

O bi-campeão mundial terminou com um total de 43 voltas, sendo a McLaren novamente a equipe a completar menos voltas.

Os pilotos da Sauber, Marcus Ericsson e Pascal Wehrlein completaram os tempos, com o alemão assumindo o C36 a tarde e terminando a pouco menos de cinco segundos da melhor volta.