Mais Acessadas

Sete motivos para não trocar o seu iPhone 6S pelo iPhone 7

As principais razões são o iOS atualizado, o design semelhant


Por: Tech Tudo Em 06 de outubro, 2016 - 07h07 - Tecnologia

(Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

O lançamento do iPhone 7 pode ter feito muitas pessoas pensarem em trocar o iPhone 6S pelo novo celular da Apple. A versão 2016, porém, veio com poucas mudanças significativas e realizar o upgrade pode não ser tão vantajoso como em anos anteriores. Vale lembrar também que, com a chegada do novo top de linha, o iPhone 6S teve queda de preço de mais de R$ 1.000 no Brasil, saindo por R$ 2.999.

Diante dessas questões, o TechTudo preparou esta lista com sete motivos para tirar o peso da sua consciência sobre trocar ou não o iPhone 6S pelo iPhone 7. As principais razões são o iOS atualizado, o design semelhante, a tela, que permanece com a mesma resolução e o preço.

Confira, a seguir, todos os motivos para continuar com o seu iPhone 6S.

1. Design parecido

O primeiro motivo é o design do iPhone 7, que continua com o mesmo acabamento, bordas arredondadas, e botões. De significativo, pode-se destacar apenas três mudanças: a entrada para o fone de ouvido, que agora tem o mesmo formato que a do carregador, a mudança da linha na traseira do iPhone – que agora fica mais para cima -, e as duas novas opções de cor: preto fosco e preto brilhante.

Portanto, caso o design seja algo muito importante para você, trocar o iPhone 6S pelo 7 pode não compensar tanto, já que ele permanece bem semelhante.

2. iOS atualizado

Outra razão para não trocar o smartphone é o sistema operacional. Por tradição, a Apple costuma manter os seus celulares com o iOS atualizado por bastante tempo. O iPhone 6, por exemplo, que foi lançado em 2014, conta com o iOS 10. Logo, se a Apple continuar seguindo esta característica, a tendência é que o iPhone 6S mantenha-se com o sistema atualizado por, pelo menos, mais uns dois anos.

3. Entrada para fone de ouvido

Neste ponto aqui, continuar com o iPhone 6S em vez de comprar o 7 pode até ser uma vantagem para alguns usuários. A entrada de fone de ouvido, agora, é a porta Lightning, a mesma que a do carregador. Logo de cara, isso implica em dois problemas: não pode usar o fone e o carregador simultaneamente (a menos que o usuário compre um adaptador próprio para isso) e não conseguir usar fones de diferentes marcas.

Como esta mudança pode acabar causando algumas dificuldades no dia a dia – não dá mais pra pedir o fone emprestado de alguém, caso você esqueça o seu, por exemplo -, permanecer com o iPhone 6S pode ser uma vantagem.

4. Mesma resolução de tela

A tela também é outra característica do celular que não apresentou mudanças. O novo iPhone continua com as mesmas opções de tamanho – 4,7 e 5,5 polegadas – e com a mesma resolução, um pouco superior ao HD (1334 x 750 pixels), para a versão menor, e Full HD (1920 x 1080 pixels), para o iPhone 7 Plus. Como não é possível distinguir os pixels na tela Retina do iPhone, tudo permanece exatamente como é no 6S.

5. Aumento pequeno na bateria

A Apple não divulga oficialmente as especificações exatas da bateria. Porém, segunda a companhia, o iPhone 7 aguenta entre 12h e 14h de uso, enquanto o 6S tinha carga para durar entre 10h e 12h. No dia a dia, esses números não prometem apresentar grandes mudanças no uso do smartphone.

Dessa maneira, caso a capacidade da bateria seja uma característica importante no celular para você, o iPhone 7 não irá lhe trazer uma performance muito melhor que o 6S.

6. Poucas funções novas

Além do design parecido, a Apple também não apresentou muitas mudanças por dentro do celular. As diferenças que podemos destacar são duas: o novo botão Home, que agora tem um sensor touchscreen que vibra, e a certificação IP67, que protege o smartphone contra poeira e pingos d’água – porém, ainda não dá pra mergulhar no mar com o iPhone.

De resto, nenhuma novidade que resultará em um resultado surpreendente no dia a dia. Por isso, realizar o upgrade para a versão 2016 do iPhone pode não compensar tanto no quesito “novas funções”.

7. Preço

O preço do iPhone 7 nos Estados Unidos é de US$ 649 (cerca de R$ 2.070). Se levarmos em consideração que o 6S chegou ao Brasil custando R$ 3.999 e o iPhone 7 deve seguir a mesma trajetória, pode-se dizer que o usuário vai precisar desembolsar, no mínimo, por volta de R$ 1 mil para pagar a diferença entre os celulares – o iPhone 6S pode ser encontrado nas lojas, atualmente, por R$ 2.999, após uma grande redução no preço.

Como as mudanças apresentadas no iPhone 7 foram poucas, desembolsar tanto dinheiro em um celular bastante parecido com o que você já tem pode não ser uma opção tão vantajosa assim. Esperar para realizar a troca quando o próximo iPhone for lançado pode ser uma alternativa mais interessante.