Stênio Garcia sobre a mulher: 'Dou até minha saúde para ela'

Atriz teve complicações após cirurgia para retirar o útero e segue internada em estado grave no Rio


Por: GShow Em 02 de abril, 2017 - 13h01 - Celebridades

Marilene Saade, mulher de Stênio Garcia, segue internada em estado grave na Clínica São Vicente, na Zona Sul do Rio. Em coma induzido, ela teve complicações após a cirurgia para retirada do útero, realizada na quarta-feira, 29. A atriz teve a Síndrome da Angústia Respiratóriado Aguda (SARA), descrita como um quadro de lesão pulmonar aguda, provocada por diversos distúrbios que causam o acúmulo de líquidos nos pulmões, mais especificamente nos alvéolos (local onde ocorre a troca gasosa).

"Peço a todos que entrem numa corrente de saúde. A Marilene está precisando de carinho neste momento", disse Stênio ao EGO neste domingo, 2. "Estou resfriado, quando tusso dói muito. Mas o meu quadro é o de menos. Dou até minha saúde para ela", comentou o ator, que foi internado no mesmo dia em que a mulher e na mesma clínica, após fraturar duas costelas. "Vai dar tudo certo. Tem muita gente amiga e carinhosa ligando, uma energia muito positiva".

Segundo Roberto Saade, irmão da atriz, contou ao EGO neste domingo, 2, o quadro de saúde dela não evoluiu como esperado e por isso ainda não foi possível desentubá-la.

"Hoje as notícias não foram as que a gente esperava, de que ela tivesse uma grande melhora e fosse desentubada. O quadro não permitiu, não evoluiu como esperado. Mas também não teve piora. O  problema é que tem que correr contra o tempo, porque o fato de ficar entubada muitos dias pode desencadear outras complicações, como infecções (Marilene está entubada desde a última quinta-feira, 30 de março). Os médicos pretendem desentubá-la amanhã, mas não garantem", explicou Roberto, que se diz confiante na melhora da irmã:

"Se compararmos como ela entrou no CTI e como está hoje, o saldo é muito positivo. Meus pais estão muito nervosos e o Stênio também. Ele está bastante apreensivo, assim como toda a família. Estamos fazendo uma corrente de pensamento positivo. A Marilene vai sair dessa, temos que acreditar no melhor. Enquanto há vida, há luz."

Falta de ar e batimento acelerado

Na sexta-feira, 31, a mãe de Marilene, Terezinha Saade, contou que a filha saiu da cirurgia passando mal. "No quarto, ela reclamou que estava sentindo falta de ar e seu coração estava com o batimento muito acelerado. Ela relatou esse incômodo para os médicos, mas eles disseram que tudo ia passar, que era efeito da anestesia. Fomos embora para casa e, mais tarde, no mesmo dia, ela precisou ir para o CTI".